sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Livro: Eu sou Malala (Malala Yousafzai & Christina Lamb)

Livro: Eu sou Malala (Malala Yousafzai & Christina Lamb)
Provavelmente você já deve ter ouvido falar em Malala Yousafzai, a adolescente paquistanesa que desafiou o Talibã e ganhou o Nobel da Paz em 2014. Em Eu sou Malala, livro publicado em 2013 pela Companhia das Letras aqui no Brasil, viajamos lá para o país islâmico para conhecer e compreender toda a história de luta da garota até o momento em que o livro foi lançado.

Malala só tem um sonho: o de ver garotas como ela estudando livremente em seu país; um sonho que foi considerado uma provocação e quase a levou a morte, já que foi baleada no crânio por um membro do movimento fundamentalista islâmico nacionalista (o Talibã) em 2012.


O livro já começa descrevendo o dia em que fora baleada, com um prólogo intitulado de O dia em que meu mundo mudou. Aqui já criamos toda aquela expectativa em descobrir porque uma garota tão inofensiva (pelo menos para nós) foi perseguida e quase conheceu a morte. A autobiografia segue com a Parte I, Antes do talibã, começando com um foco especial na história de seu pai, Ziauddin Yousafzai, aquele que plantou a sementinha na cabeça da filha, pois também lutou para conquistar o seu sonho de administrar sua própria escola (mesmo que isso tenha custado grande parte de seu dinheiro e conforto de sua família). Os capítulos seguintes descrevem como foi para Malala crescer na escola do pai, como era a sua aldeia, quais eram suas preocupações, o momento em que tentaram fechar a escola do pai porque admitiam alunas e o terremoto no vale do Swat, onde morava.


Palestra de Ziauddin Yousafzai no TED: Minha filha, Malala

A partir da Parte II, O vale da morte, as coisas começam a ficar mais tensas: entra o Talibã, que começa cativando os muçulmanos com suas palavras na estação de rádio clandestina Mulá FM para plantar uma guerra contra aqueles que não seguiam os seus princípios, mais detalhes sobre o dia em que Malala e suas colegas foram baleadas na Parte III, Três meninas, três balas, a sua cirurgia na Parte IV, Entre a vida e a morte, e como tem seguido com sua vida na Parte V, Uma segunda vida.

Devorei o livro em pouquíssimo tempo e a história me emocionou demais! Gostei especialmente porque pude conhecer melhor a história do Paquistão e sua cultura, e porque nos faz sair da caverna eliminando (ou tentando eliminar) aquele nosso pré-conceito de que todo muçulmano segue cegamente os princípios do Talibã e é a favor do terrorismo. Não é bem assim! Existem muitos como Malala e seu pai que lutam pelos seus direitos (e pelos de suas mulheres) e que fazem uma outra leitura do Alcorão.

"No Paquistão, quando sou proibida de ir a escola, compreendo o quão importante é a educação. A educação é o poder das mulheres!" (Malala Yousafzai)

Para saber mais: Malala fundou uma ONG, o Malala Fund, e você pode acompanhar as novidades através de sua página no Facebook!

8 comentários :

  1. Já fiquei com vontade de ler também!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-mnoda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  2. Sempre tive vontade de ler esse livro, a história de Malala é realmente incrível. A oportunidade ainda não apareceu, mas com certeza está na minha lista de favoritos para a leitura.

    Beijo.
    http://www.tendadoslivros.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa como existem etnias diferentes neh?
    Nem nos damos conta temos de dar valor ao que temos
    Bjs
    www.carolinafaria.com.br
    facebook.com/blogcarolinafaria
    instagram @carolinacf

    ResponderExcluir
  4. Taí um livro que ainda não li e tenho vontade, vejo várias resenhas positivas e a importância da história =) Quero ler

    Adorei sua resenha

    ResponderExcluir
  5. Olá!!
    vi essa historia por cima, mas achei muito interessante.
    toda essa coragem que ela teve de desafiar o país :O
    vou procurar esse livro por aqui! :D
    Beeijos;*

    www.harumiholanda.com

    ResponderExcluir
  6. Um livro bem interessante. A história de vida dela é importante para darmos valor à escola, mesmo não sendo uma das melhores. E é um alerta também para que a gente se lembre que nem todo mundo que segue o Alcorão, é terrorista. Bjus!

    ResponderExcluir
  7. Fiquei com muita vontade ler! Acho incrível essa coragem da Malala, e tenho muita curiosidade pra saber mais da história dela.
    Boa resenha!
    Beijos!

    Vestindo o Tédio

    ResponderExcluir
  8. Deve ser emocionante mesmo. Não que não tenhamos problemas no Brasil também, mas creio que nossos problemas não são desse nível. Algumas coisas me deixam chocada, o que a Malala passou é uma delas.
    Já leu Pequim em Coma? Falei lá no blog sobre o livro, ele fala sobre o massacre da Praça da Paz Celestial e também é emocionante. Meio pesado, mas lindo ao mesmo tempo. Do tipo que faz a gente pensar de verdade sobre tudo que acontece ou já aconteceu fora da nossa zona de conforto onde o maior problema é o valor do imposto '-'

    ResponderExcluir

E aí, o que achou? Deixe seu comentário aqui! =)

Lembre-se de ter bom senso e comentar sobre o assunto post. Sinta-se livre para fazer qualquer tipo de crítica, desde que seja a respeito do assunto ou opinião abordada, e não ataques pessoais àqueles envolvidos (como eu, outras pessoas que comentaram, ou outras pessoas que citei no decorrer do texto).

Costumo retribuir a todos os comentários, desde que tenham alguma coerência. Me desculpem, mas aqueles que se resumem somente a "Seu blog é lindo! Visita o meu?", terão sua retribuição no mesmo nível!

...

Copyright 2002-2015 - Fernanda Fusco - Todos os direitos reservados

Cópia total ou parcial proibida !

Related Posts with Thumbnails