sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Histórias em Quadrinhos na alfabetização e no Ensino da Língua Portuguesa

Histórias em Quadrinhos na alfabetização e no Ensino da Língua Portuguesa
Como alguns sabem (ou não), estou terminando minha especialização em alfabetização e letramento de crianças. Na verdade, as aulas mesmo já acabaram, e só falta eu apresentar meu artigo científico (que será em fevereiro de 2011). YUPI!!

Apresentei ontem meu penúltimo trabalho, que foi para o módulo de Docência no Ensino Superior. Confesso que não estava nem um pouco empolgada antes do início deste módulo, já que não me imagino lecionando para este público alvo, mas até que gostei porque será útil para caso eu chegue a um cargo de gestora escolar - que será daqui a anos, claro, porque ainda não tenho muita experiência na área nem maturidade, eu acho.


Capa do slide

Esta última atividade avaliativa do módulo consistiu na apresentação de uma miniaula direcionada para o público do ensino superior, mais especificamente ao curso de pós-graduação em alfabetização e letramento. Estou postando aqui no blog para deixar como registro mesmo e para compartilhar essa experiência com vocês, que talvez possa ser útil caso seja professor(a) ou estudante da área.

Entre as miniaulas surgiram como temas a avaliação educacional, os níveis de compreensão da leitura e escrita, portfólio, oficina de contação de histórias, entre outros. Como eu e uma colega nos interessamos bastante pela parte da didática e gostamos bastante do gênero textual, escolhemos para a nossa apresentação o tema Histórias em Quadrinhos na alfabetização e no Ensino da Língua Portuguesa, que teve como objetivos:

* Proporcionar um momento de reflexão acerca da utilização das HQs em sala de aula e suas contribuições para a alfabetização e o ensino da língua portuguesa;
* Aumentar o repertório das nossas colegas quanto ao estilo das HQs e propostas de atividades de alfabetização e língua portuguesa utilizando este gênero textual;
* Estimular a criatividade dos alunos para que desenvolvessem atividades com base nos textos lidos.


Um dos slides apresentados

Partimos também do pressuposto de que nem todos os professores trabalham com histórias em quadrinhos em sala de aula por não saberem utilizá-las, que muitas vezes não compreendem quais as suas contribuições para o processo de alfabetização e do ensino de língua portuguesa, e por não possuírem um repertório muito amplo - afinal, como podemos utilizar como recurso determinado gênero textual se nem ao menos gostamos ou conhecemos?

Utilizamos como recursos didáticos o data show e textos que selecionamos em livros e revistas com propostas de ensino da língua portuguesa.

Começamos levantando a seguinte questão para a turma: "Por que utilizar Histórias em Quadrinhos em sala de aula?", afinal gostaríamos de sondar os seus conhecimentos prévios a respeito do assunto e também dialogar afim de construirmos juntos conhecimentos acerca do mesmo.
Após a discussão, mostramos em um slide com algumas possíveis respostas, que retiramos do livro Como usar as histórias em quadrinhos em sala de aula, e explicamos que, diferente do que muitos imaginam, ler HQs não é uma tarefa simples, e é papel do professor auxiliar os alunos em seu aprendizado, e que as crianças, ao lerem textos desse gênero, aprendem o significado dos balões, onomatopeias, leitura verbal, não-verbal, etc.


Parte do material que circulou pela sala

Com a circulação de materiais, mostramos que assim como outros gêneros textuais, as histórias em quadrinhos possuem diversos estilos diferentes, e cabe ao professor aumentar o repertório de seus alunos.
Fizemos também algumas sugestões de como trabalhar com histórias em quadrinhos no processo de alfabetização, como a leitura compartilhada, preenchimento de balões, desenhar cenas que faltam e transformar uma HQ em prosa.
Por fim, pedimos para que a turma se separasse em grupos de aproximadamente seis pessoas e entregamos para cada um daqueles textos que selecionamos com propostas de ensino de língua portuguesa (propostas de ensino sem as típicas "receitas prontas", para que cada grupo pudesse criar ou levantassem ideias de suas próprias atividades, sequências didáticas ou projetos).

Gostamos bastante do resultado e foi uma experiência muito rica para nós - já que aprendemos muito a respeito do tema com a discussão com nossas colegas -, mas infelizmente não conseguimos avaliar se todos os nossos objetivos foram alcançados (porque não tivemos tempo para fazer uma atividade avaliativa).

Um comentário :

  1. Tenho certeza que as histórias da Turma da Mônica que li na minha infância foram essenciais para minha alfabetização. Não aprendi só a ler, mas a gostar de ler : )

    ResponderExcluir

E aí, o que achou? Deixe seu comentário aqui! =)

Lembre-se de ter bom senso e comentar sobre o assunto post. Sinta-se livre para fazer qualquer tipo de crítica, desde que seja a respeito do assunto ou opinião abordada, e não ataques pessoais àqueles envolvidos (como eu, outras pessoas que comentaram, ou outras pessoas que citei no decorrer do texto).

Costumo retribuir a todos os comentários, desde que tenham alguma coerência. Me desculpem, mas aqueles que se resumem somente a "Seu blog é lindo! Visita o meu?", terão sua retribuição no mesmo nível!

...

Copyright 2002-2015 - Fernanda Fusco - Todos os direitos reservados

Cópia total ou parcial proibida !

Related Posts with Thumbnails