domingo, 25 de junho de 2006

Decepções e Cena do dia

Decepções
Na revista Capricho de número 996, será publicada uma reportagem sobre decepções ("Caiu? Então levanta! - Decepções acontecem, aprenda com elas"). Nesta semana convidaram nós, blogueiras, pra comentar sobre o impacto das decepções em nossas vidas. Bom, vamos lá!

Nos decepcionamos porque planejamos algo e nem sempre acontece da forma que desejamos. Talvez por esses planos não dependerem apenas da nossa força de vontade, mas por dependerem de N fatores - como o clima, o tempo, e até de outro ser. Acabo me frustrando, me lamento por algum tempo - por ter feito errado ou por não ter feito nada -, mas aprendi a ver o lado bom de tudo! Qualquer situação pode ter servido de lição pra gente, mesmo que seja de mal exemplo. Elas servem para nos deixar ainda mais fortes!

Esse processo de superação da decepção pode demorar muito, mas por que depois de superado nos sentimos novinhos em folha e prontos pra outra? Porque nos levantamos. Porque criamos uma nova visão sobre aquele problema. Enquanto estamos lá no chão só enxergamos os pontos negativos e parece que nunca vamos superar. Muitas das vezes só o tempo será responsável por curar essas feridas e quando um problema chega ao ápice, ele tende a diminuir. Tem momentos que o melhor á fazer é fazer nada, apenas deixar com que o tempo nos faça esquecer. E é com o tempo que nós crescemos e aprendemos que aquele probleminha é uma besteira perto de outros que acabaram de vir.
Também aprendemos a lidar melhor com esses problemas se colocarmos em mente que tudo pode ficar pior e não há garantia de que nunca estivemos tão bem como no momento atual. Pode ser um ponto de vista negativo pra alguns, mas essa idéia, pelo menos pra mim, traz conforto naquele momento. Mas isso não é motivo pra parar de lutar, porque não é um gênio da lâmpada que vai aparecer e resolver tudo por você. Tem momentos que a gente precisa se conformar, mas enquanto a sua intuição diz pra que tente, que pode dar certo, continue tentando! É melhor do que no final se decepcionar por não ter feito nada.

Por que às vezes somos tão sensíveis para coisas que não deveriam nos abalar tanto e, por outro lado, quando deveríamos nos abalar, não damos a mínima?
Porque praquelas coisas que não deveriam nos abalar nós colocamos todas as nossas esperanças, chegamos às vezes á fazer planos imensos, enquanto praquelas que deveríamos nós nem damos tanta atenção porque já sabíamos que não iriam acabar bem.

Às vezes podemos estar em condições muito melhores do que se aquele objetivo tivesse sido realizado, mas não enxergamos esse ponto porque nos focamos exclusivamente naquela outra forma que tanto desejávamos - e tudo o que fazemos quando perdemos as forças é reclamar que "está tudo dando errado".

Não sou muito de ficar escrevendo coisas pessoais por aqui, nem pretendo entrar muito em detalhes, mas acho que as minhas maiores decepções foram por não ter tentado. Eu acabo sonhando tanto que algumas vezes esqueço de agir. Ou então, quando acabo criando coragem pra agir, é na hora errada - algumas vezes por ter agido por "desespero". Fiquei tanto tempo ocupada alimentando falsas esperanças e quando finalmente arregaço as mangas, não adianta mais pra nada.
É como sempre dizem: Pior do que se lamentar do que fez é se lamentar por não ter feito.

Não tenha medo de se decepcionar, porque é inevitável. Tenha em mente que, apesar de tudo o que acontecer, as coisas se normalizam. Ou não, mas você já passou por situação semelhante e pode se livrar de futuros problemas com mais facilidade!

Cena do dia
Mãe: Quer uma carambola?
Eu: Não, não sou muito fã de carambola..
Pai: Ah, e de que fruta você gosta? Cerejinha, framboesa, marshmallow?
Eu: Marshmallow? Marshmallow nem é fruta!
Pai: É sim! Aquela fruta que nasce na ponta do galho e os americanos esquentam na fogueira!

Mais
Ouvindo: Dream Evil - Chasing the dragon.
Estou: Em casa.
Pensando: "Ainda tem projeto do curso pra terminar."
Sentindo: Sono.
Teclando: Com o Rafa e Galinho.
Querendo: Descer pra jantar.
Lendo atualmente: Uma ética para o novo milênio - Dalai Lama.
Visitando: Orkut.

0 :: Deixe seu comentário! :

Postar um comentário

E aí, o que achou? Deixe seu comentário aqui! =)

Lembre-se de ter bom senso e comentar sobre o assunto post. Sinta-se livre para fazer qualquer tipo de crítica, desde que seja a respeito do assunto ou opinião abordada, e não ataques pessoais àqueles envolvidos (como eu, outras pessoas que comentaram, ou outras pessoas que citei no decorrer do texto).

Costumo retribuir a todos os comentários, desde que tenham alguma coerência. Me desculpem, mas aqueles que se resumem somente a "Seu blog é lindo! Visita o meu?", terão sua retribuição no mesmo nível!

...

Copyright 2002-2015 - Fernanda Fusco - Todos os direitos reservados

Cópia total ou parcial proibida !

Related Posts with Thumbnails